Coronavírus: Que medidas estão sendo tomadas pelas companhias de cruzeiros?

Atualizado em: 31 de março de 2020

No início de fevereiro a Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou o novo nome do vírus que vem preocupando a população mundial: COVID-19. Pertencente a mesma família viral associada às epidemias anteriores de MERS-CoV, em 2012, e de SARS-CoV, em 2002, o coronavírus tem causado doenças respiratórias, é transmissível entre os humanos e foi inicialmente identificado em Wuhan, na China central, em dezembro de 2019.

O vírus continua a se espalhar e hoje já existem mias de 794 mil infectados ao redor do mundo. 81.470 desses casos se encontram na China, que diz ter a situação sob controle e o crescimento dos casos no país desacelerou. A Itália é um dos principais focos da infecção fora da China, com mais de 97 mil casos confirmados e o país inteiro sob quarentena desde 09/03/2020. Outros países da Europa, como Alemanha, já possuem mais de 65.000 confirmações de COVID-19.  Os Estados Unidos vem tornado-se o país com o maior número de crescimentos de infectados, passando a China, com mais de 164 mil  casos. No Brasil, mais de 4.5 mil pessoas já foram diagnosticadas com o vírus.

Em resposta ao surto, as companhias aéreas cancelaram diversos voos para áreas de risco e muitos países deixaram de aceitar aeronaves de determinados países. Para impedir a propagação do vírus, os governos estão recomendando que os estabelecimentos comerciais fechem as portas por no mínimo 7 dias e que a população não saia de casa. As companhias de cruzeiros também estão tomando as devidas providências de higiene a bordo, além de estarem mudando seus itinerários, cancelando determinadas viagens e alterando suas políticas de cancelamento para flexibilizar viagens futuras. Saiba mais!

ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES SOBRE O VÍRUS

  • Existem mais de 794.066 mil casos de COVID-19 confirmados ao redor do mundo, onde mais de 81.000 estão localizados na China.
  • Os focos de contaminação fora da China estão na Itália, com mais 101 mil casos; Espanha, com 94.417 casos, Alemanham com 66 mil, e Iran, com 44 mil casos.
  • Os Estados Unidos tem apresentado grande crescimento no número de casos, atingindo mais de 164.520 mil infectados e 3.170 mortes reportadas
  • O vírus está presente em mais de 160 países
  • O Brasil possui até o momento 4.579 casos confirmados e 159 mortes reportadas
  • A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou estado de pandemia no dia 11/03/2020
  • Cerca de 60 milhões de pessoas estão proibidas de deixar a China
  • Itália declara que o país inteiro está sob quarentena por 14 dias, desde 09/03/2020
  • Trump suspende todas as viagens que chegam da Europa para os Estados Unidos por 30 dias
  • A União Europeia fechou suas fronteiras para estrangeiros por 30 dias e países como Alemanha, Espanha e França proibiram a população de sair de suas casas.

ÚLTIMAS INFORMAÇÕES PARA PASSAGEIROS DE CRUZEIROS

Associação Internacional de Navios de Cruzeiros (CLIA) publicou recentemente a seguinte declaração sobre o corinavírus:

A segurança e a saúde dos passageiros são a prioridade número um dos membros da CLIA. A CLIA e suas associadas mantêm contato próximo com profissionais e agências reguladoras de saúde em todo o mundo, incluindo a Organização Mundial da Saúde (OMS), e estão continuamente avaliando e modificando políticas e procedimentos conforme necessidade. Isso inclui a modificação de itinerários, quando necessário, à luz das circunstâncias em evolução, bem como a triagem de saúde, viagens e contatos, quando apropriados, para hóspedes e tripulantes que viajaram recentemente dentro da área afetada, de acordo com as orientações vigentes das autoridades globais de saúde. Os protocolos de triagem permitem decisões informadas, caso a caso, se um hóspede ou membro da equipe será impedido de embarcar.

As associadas da CLIA suspenderam a movimentação de tripulantes da China continental e negarão o embarque a qualquer indivíduo, seja passageiro ou tripulante, que tenha viajado pela China continental nos 14 dias anteriores.

É importante ressaltar que a indústria de cruzeiros é uma das mais bem equipadas e experientes no gerenciamento e monitoramento das condições de saúde de passageiros e tripulantes. As companhias de cruzeiros tomam precauções para realizar a triagem passiva e ativa dos passageiros e da tripulação quanto a doenças antes do embarque, quando as circunstâncias exigirem. Além disso, os membros da CLIA implementam medidas de prevenção e resposta a surtos e seus navios devem estar equipados com instalações médicas, profissionais de bordo e profissionais da costa disponíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana, para fornecer atendimento médico inicial e impedir a transmissão de doenças.

CANCELAMENTOS, MUDANÇAS NO ITINERÁRIO E NOVAS POLÍTICAS DE CANCELAMENTO

Atualmente, mais e mais portos no mundo todo estão reforçando seus requisitos de entrada. Esses requisitos são, muitas vezes, definidos em cima da hora e podem resultar na proibição do atracamento de navios no porto, independentemente da companhia de cruzeiros. Por esse motivo e também por motivos de segurança e prevenção da doença, as companhias de cruzeiro alteraram os itinerários de vários cruzeiros e ainda cancelaram muitos dos cruzeiros para os próximos dois meses. As companhias MSC Cruzeiros, Costa Cruzeiros, Royal Caribbean, Azamara, Silversea, Celebrity Cruises, Princess CruisesHolland America Line, Norwegian Cruise Line, Oceania Cruises e Regent Seven Seas Cruises são algumas das afetadas. Abaixo apresentamos um resumo dos cancelamentos e mudanças no itinerário de cada uma delas.

 

A Costa Cruzeiros informou que interrompeu as operações do seu navio Costa Fascinosa, que fazia temporada na América do Sul. As saídas das datas de 17, 23, e 31/03 e 06/03/2020 com o navio foram canceladas. Novas viagens com destinos no Mediterrâneo também foram canceladas até abril. Isso inclui cruzeiros do Costa Smeralda dos dias 14, 21 e 28/03; cruzeiros do Costa Pacifica dos dias 23 e 27/03 e 03/04; o cruzeiro de 02/04 do Costa Magica; o cruzeiro de 25/03 do Costa Luminosa; e os cruzeiros do Costa Victoria dos dias 28 e 31/03, 04 e 14/04. Para cruzeiros que já iniciaram viagem, os navios atracarão apenas para que os hóspedes possam retornar às suas casas, sem permitir outros desembarques ou novos embarques.

A situação sanitária mundial requer uma acção sem precedentes para garantir a proteção da saúde em todo o planeta.
Pela primeira vez em 70 anos, decidimos suspender a operação dos nossos navios. Queremos navegar junto a você novamente e com certeza o faremos assim que a emergência terminar.

Os passageiros afetados terão direito garantido a um crédito para uso em um cruzeiro futuro em qualquer navio da companhia. O crédito corresponde a 100% do valor da compra e deverá ser utilizado até 31/03/2021 em uma viagem com embarque até 30/11/2021.

 

O Presidente Executivo da MSC Cruzeiros se pronunciou no dia 19 de março, confirmando o cancelamento temporário de todos os navios da frota.

Esta não é uma decisão fácil, mas, nas circunstâncias atuais, a saúde e a segurança de nossos hóspedes, tripulantes e das comunidades em terra – incluindo nossos funcionários e suas famílias – devem vir em primeiro lugar. Como uma empresa familiar, com mais de 300 anos de tradição marítima, sentimos que esta era a decisão certa a ser tomada.

Estes cancelamentos incluem os cruzeiros de 22 e 29/03/2020 com o MSC Poesia, que faria viagens pelo Brasil. Os passageiros afetados pelos cruzeiros acima mencionados receberão reembolso na forma de crédito equivalente a 100% do valor originalmente pago. Este valor poderá ser gasto em qualquer futura viagem durante 2020 e 2021.

Novas políticas de cancelamento de reservas: para as reservas já existentes de viagens ainda válidas para abril, maio e junho de 2020, os hóspedes terão o direito de mudar o cruzeiro sem nenhuma taxa de alteração. A alteração deve ser feita 48 horas antes do embarque, ou 96 horas antes, se a compra foi um pacote com avião. O reagendamento será válido para cruzeiros com data de saída para até 12 meses depois do cancelamento, somente para cruzeiros que pertençam a mesma região geográfica do cruzeiro original. Para novas reservas, o cancelamento poderá ser efetuado até 21 dias antes do cruzeiro por uma taxa de R$150,00.

 

Após ter cancelado os cruzeiros em navios que houveram casos confirmados de coronavírus, a Princess Cruises cancelou as operações de todos os seus 18 navios por 60 dias. Para viagens que já estão em andamento e terminam até dia 17/03, os itinerários não serão alterados. Cruzeiros que já começaram e terminariam depois do dia 17 terão seu itinerário interrompido e seus hóspedes desembarcarão onde for mais conveniente. A companhia frisa que todos as medidas necessárias serão tomadas para que seus hóspedes cheguem a seu país de origem com a máxime precaução possível.

Os passageiros afetados por esses cancelamentos receberão reembolso respectivo a tarifa paga em forma de crédito para ser gasto em cruzeiros no futuro, incluindo voos, hospedagem em hotéis, taxas e excursões. Passageiros de cruzeiros de 12 a 25/03 receberão 225% do valor da tarifa paga; passagerios de cruzeiros de 26/03 a 0804 receberão 175% do valor da tarifa paga; e passageiros de cruzeiros de 09/04 até 10/05 receberão 150% do valor da tarifa paga. O crédito poderá ser usado para cruzeiros com saída antes do primeiro de maio de 2022.

Ao tomar esta ação audaz de pausar voltuntariamente as operações de nossos navios, é nossa intenção tranquilizar os nossos hóspedes leais, membros da tripulação e partes interessadas à nível global sobre nosso compromisso com a saúde, segurança e bem-estar de todos que navegam conosco, como também aos que fazem negócios conosco e os países e comunidades que visitamos em todo o mundo

 

A Royal Caribbean International também cancelaou todos os seus cruzeiros, inicialmente até 10/04/2020. Cruzeiros que já iniciaram suas viagens não terão seu itinerário alterado. Os hóspedes afetados receberão 125% do valor pago em crédito para uso em futuros cruzeiros com saída até 31/12/2021. Essas medidas também valem para as outras companhias do Grupo Royal Caribbean: Celebrity Cruises, Azamara e Silversea.

Para a Royal Caribbean International, a segurança e bem-estar de nossos hóspedes e tripulantes é a principal prioridade. Depois da decisão em 13/03 de suspender os cruzeiros partindo de portos dos EUA, tomamos a decisão agora de suspender as operações para todos os demais portos globalmente, com vigência a partir de meia-noite de 15/03/2020. Nosso objetivo é retomar as operações em 11/04/2020.

Novas políticas de cancelamento de reservas: Para as viagens que ainda estão válidas e com saídas até até 31/07/2020, a Royal Caribbean também oferece cancelamentos sem penalidades. A acão chamada ¨Navegue com Confiança¨ permite que o hóspede cancele seu cruzeiro até 48 horas antes do embarque e utilize o valor da compra para cruzeiros futuros até 31/12/2021.

 

Muito semelhante a Royal Caribbean, a Celebrity Cruises também cancelaou todos os seus cruzeiros até 11/04/2020. Seus hóspedes afetados também receberão 125% do valor pago em crédito para uso em futuros cruzeiros com saída até 31/12/2021. 

Agora suspendemos todas as viagens globais até 11/04/2020. Entendemos a gravidade da crise de saúde pública que nos confronta em todo o mundo e queremos garantir que desempenhemos nosso papel e tomemos as ações apropriadas. Estamos trabalhando com todos os hóspedes afetados por essas mudanças e agradecemos a paciência e a compreensão de todos os envolvidos durante esses tempos sem precedentes.

Novas políticas de cancelamento para reservas: a Celebrity Cruises lançou a o programa¨Navegue com Confiança¨, que permite cancelamentos até 48 horas antes do embarque. A promoção é valida para novas compras de cruzeiros com datas de saída até 30/09/2020 e os hóspedes que solicitarem o cancelamento recebem um crédito de 100% para um futuro cruzeiro com embarque até 31/12/2021. A Oceania Cruises e a Regent of the Seven Seas possuem ações semelhantes, válidas para os mesmos períodos de tempo.

Todas as viagens de cruzeiro da frota da Norwegian Cruise Line foram canceladas entre o período de 13/03 a 11/04 e a retomada das atividades está prevista para o 12/04/2020. Os passageiros receberão um reembolso de 125% da tarifa  originalmente paga na forma de crédito que pode ser aplicado para qualquer cruzeiro futuro até 31/12/2022.

Novas políticas de cancelamento: A Norwegian Cruise Line lançou a o programa¨A Tranquilidade da Norwegian¨, que permite cancelamentos até 48 horas antes do embarque. A promoção é valida para novas compras de cruzeiros com datas de saída até 30/09/2020 e os hóspedes que solicitarem o cancelamento recebem um crédito de 100% para um futuro cruzeiro com embarque até 31/12/2021. A Oceania Cruises e a Regent of the Seven Seas possuem ações semelhantes, válidas para os mesmos períodos de tempo.

Todas as viagens de cruzeiro da frota da Regent Seven Seas foram canceladas entre o período de 13/03 a 11/04 e a retomada das atividades está prevista para o 12/04/2020. Os passageiros receberão um reembolso de 125% da tarifa  originalmente paga na forma de crédito que pode ser aplicado para qualquer cruzeiro futuro até 31/12/2022.

decidimos em colaboração com autoridades federais suspender voluntariamente as viagens de cruzeiro por 30 dias, com efeito imediato. Esta ação voluntária abrange viagens com datas de embarque de 13/03 a 11/04/2020. Planejamos recomeçar as operações de viagens com embarques depois de 12/04/2020.

Novas políticas de cancelamento: a Regent Seven Seas lançou o programa¨Regent Reassurance¨, que permite cancelamentos até 48 horas antes do embarque. A promoção é valida para novas compras de cruzeiros com datas de saída até 30/09/2020 e os hóspedes que solicitarem o cancelamento recebem um crédito de 100% para um futuro cruzeiro com embarque até 31/12/2021.

Outra companhia que suspendeu novos embarques foi a Disney Cruise Line. A companhia está seguindo as instruções da Associação Internacional de Navios de Cruzeiros (CLIA) e interrompeu a atividade de seus 4 navios até 12/04/2020. Um crédito para viagens futuras será cedido aos hóspedes afetados, que também poderão pedir um reembolso total do valor pago pela viagem. A companhia não disponibilizou mais detalhes sobre cancelamentos e reembolsos e orienta que seus passageiros entrem em contato com as agências que processaram a compra para mais informações.

Novas políticas de cancelamento: para cruzeiros ainda válidos e com saída até 25/07, a companhia oferece flexibilidade na hora de cancelar ou remarcar sua viagem. A viagem pode ser cancelada até um dia antes do embarque e um crédito de 100% do valor pago será cedido para viagens futuras com saídas até 15 meses depois da data original da compra.

 

 

A Australis cancelou todas as viagens com embarques programados para 15/03 até 08/04/2020. Os passageiros afetados a opção de reagendar sua viagem para a próxima temporada ou o reembolso total do pagamento efetuado.

Como medida adicional, a partir do dia 14/03/2020, a autoridade portuária de Ushuaia, Argentina, decretou a proibição do desembarque de passageiros de Cruzeiros que estiveram nos últimos 14 dias em alguma região afetada. Por sua vez, dia 15/03/2020, as autoridades chilenas proibiram a atracagem de Cruzeiros em portos nacionais.

Todas as medidas adotadas pelas autoridades de ambos países onde operamos, nos força a adiantar o fechamento de nossa temporada e cancelar todas as nossas viagens programadas, a partir de dia 15/03 até dia 08/04/2020.

A decisão de interromper a operação global de seus cruzeiros de 14/03 a 14/04/2020 foi tomada pela Holland America Line na última segunda-feira. Os passageiros receberão um reembolso de 100% em forma de crédito para um cruzeiro futuro.

MEDIDAS DE PREVENÇÃO

MSC Cruzeiros adotou medidas de prevenção para garantir a saúde e o bem-estar de todos os hóspedes e tripulantes. Dentre elas, estão testes obrigatórios de temperatura sem toque em todos os hóspedes e tripulantes antes do embarque e em todos os cruzeiros da companhia, bem como o aumento da higienização em todos os seus navios. Além disso, hóspedes de todas as nacionalidades devem preencher um questionário antes de embarcar para garantir que ninguém que tenha visitado a China continental, Hong Kong e Macau nos últimos 30 dias entre no navio. Quem também apresentar os sintomas da doença ou estiver com 38°C ou mais de febre serão igualmente impedidos de embarcar no cruzeiro.

Costa Cruzeiros também decidiu reforçar ainda mais as medidas de prevenção a bordo de seus navios, a fim de garantir a máxima segurança de todos a bordo. A partir de agora, nenhum hóspede, visitante ou tripulante que tiver viajado para ou da China continental, Hong Kong e Macau 14 dias antes do embarque ou que apresente algum sintoma da doença, independente da nacionalidade, poderá embarcar no navio.

Já a companhia Norwegian Cruise Line negará o embarque de todos os hóspedes e tripulantes com passaporte chinês ou que tiverem visitado a China continental, Hong Kong e Macau nos últimos 30 dias. A companhia continuará realizando relatórios e avaliações de saúde padrão antes do embarque, incluindo verificações de temperatura, quando necessário. Qualquer hóspede que apresentar sintomas de uma doença respiratória a bordo de um navio, será examinado no centro médico e estará sujeito a uma potencial quarentena e desembarque. Medidas adicionais de limpeza e desinfecção serão aplicados em todos os cruzeiros da companhia.

A companhia americana Carnival Cruise Line também se pronunciou quanto a medidas restritivas tomadas por conta do novo vírus. Todos os hóspedes ou tripulantes que estiveram na China, em Hong Kong, e em Macau 14 dias antes do embarque, terão a sua entrada no navio negada. Exames e questionários adicionais serão administrados antes do embarque, incluindo avaliações médicas, conforme necessidade. Além disso, um rigoroso regime de limpeza diária será adotado em todos os navios da frota. Os centros médicos a bordo dos navios da Carnival possuem equipes preparadas para lidar com diferentes situações médicas. Assim, é importante informá-los sobre qualquer sintoma de doenças respiratórias. Eles também ressaltam que passageiros usando máscaras a bordo, o fazem por conta própria. Vale lembrar que culturalmente, alguns viajantes usam máscaras como rotina. Membros da tripulação usando máscara, está diretamente relacionado à tarefa executada e é um equipamento autorizado de segurança.

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O CORONAVÍRUS

Desde 08/12/2019, os casos de doenças respiratórias causadas pelo novo coronavírus (2019-nCoV) aumentaram ao redor do mundo. Aqui você encontrará respostas para as perguntas mais importantes.

O QUE É O NOVO CORONAVÍRUS

É um vírus que causa doença respiratória com sintomas semelhantes a um resfriado, podendo causar também pneumonia.
QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

Após um período de incubação de 2 a 14 dias, tosse, febre, calafrios e dificuldade para respirar podem aparecer. Os sintomas são semelhantes aos da gripe. Certos coronavírus podem causar infecções graves do trato respiratório e levar a pneumonia.

COMO O NOVO CORONAVÍRUS PODE SER TRANSMITIDO?

Por ser um vírus novo, as investigações sobre sua transmissão ainda estão em andamento. Mas já está confirmado que o vírus passa de pessoa para pessoa, pelo ar ou por contato com secreções, como gotículas de saliva e catarro. Ou seja, ele pode ser transmitido por espirros, tosse ou contato de objetos ou mãos contaminadas com a boca, nariz e olhos.  

Os coronavírus apresentam uma transmissão menos intensa que o vírus da gripe e, portanto, o risco de maior circulação mundial é menor. 

COMO EVITAR A TRANSMISSÃO?

Para evitar a transmissão do novo coronavírus é importante adotar medidas de precaução, como:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, principalmente antes de ingerir alimentos ou após utilizar transporte público e visitar locais com grande fluxo de pessoas (mercados, shoppingscinemas, teatros, aeroportos e rodoviárias). Se não tiver água e sabão, use álcool em gel a 70%. 
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos e garrafas, com outras pessoas. 
  • Evitar tocar as mucosas dos olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.   
  • Proteger a boca e o nariz com um lenço de papel (descartar logo após o uso) ou com o braço (e não as mãos) ao tossir ou espirrar. 
  • Evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença (febre, tosse, dificuldade em respirar). 

 O QUE FAZER SE EU APRESENTAR OS SINTOMAS?

Aos que manifestarem os sintomas do coronavírus, procurarem imediatamente um Hospital de Referência estadual para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde e instituídas medidas de precaução domiciliar.

ONDE POSSO ENCONTRAR MAIS INFORMAÇÕES?

A OMS está publicando diariamente um relatório sobre a situação do COVID-19. Essas podem ser encontradas em inglês AQUI.

Mais informações sobre o novo coronavírus podem ser encontradas nos seguintes sites:



2 Comentários

  1. Avatar Corintho Felix Palma Jr 20. março 2020 Responder
    • Avatar Elisa Catalini 25. março 2020 Responder

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *