Coronavírus: Que medidas estão sendo tomadas pelas companhias de cruzeiros?

Atualizado em: 27 de maio de 2020

No início de fevereiro a Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou o novo nome do vírus que vem preocupando a população mundial: COVID-19. Pertencente a mesma família viral associada às epidemias anteriores de MERS-CoV, em 2012, e de SARS-CoV, em 2002, o coronavírus tem causado doenças respiratórias, é transmissível entre os humanos e foi inicialmente identificado em Wuhan, na China central, em dezembro de 2019.

O vírus continua a se espalhar e hoje já existem mais de 5.6 milhões de infectados ao redor do mundo. Segundo a OMS, a América do Sul é o novo epicentro da pandemia, tendo o Brasil como o país mais afetado, com mais de 411 mil casos confirmados. Os Estados Unidos conta com mais de 1.6 milhões de casos, passando ao Brasil na segunda posição e à Rússia, com mais de 370 mil casos. Depois da Rússia, o país europeu com atualmente o maior número de casos confirmados de COVID-19 é o Reino Unido, que ultrapassou os 254 mil casos.

Em resposta ao surto, as companhias aéreas cancelaram diversos voos e as fronteiras de muitos países foram fechadas. Para impedir a propagação do vírus, os governos estão recomendando que os estabelecimentos comerciais fechem as portas por no mínimo 7 dias e que a população não saia de casa. As companhias de cruzeiros também tomaram as devidas providências por conta do novo vírus. Estas iniciaram com protocolos de higiene a bordo dos navios, bem como com mudanças nos itinerários e com cancelamentos de determinadas viagens. No entanto, por conta do rápido avanço da doença no mundo todo, as companhias de cruzeiro optaram por paralisar temporariamente suas operações, além de alterarem suas políticas de cancelamento para flexibilizar viagens futuras. Saiba mais!

ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES SOBRE O VÍRUS

  • Existem mais de 5.693.066 casos de COVID-19 confirmados ao redor do mundo;
  • O número de mortos ao redor do globo já passou dos 355 mil;
  • Os principais focos de contaminação fora da China estão nos Estados Unidos, com 1.699.933 milhões de casos confirmados, na Rússia, com 370.680 casos, no Reino Unido, com 267.240 casos, na Espanha, com 236.259 casos e na Itália, com 231.139 casos;
  • O Brasil saltou para a segunda posição no ranking de contaminações no mundo, com 411.821 casos confirmados e 25.598 mortes reportadas;
  • O vírus está presente em mais de 213 países;
  • A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou estado de pandemia no dia 11/03/2020 e recomendendou a suspensão de viagens, distanciamento social e a adoção de quarentena;
  • Alguns países europeus começaram a relaxar algumas medidas restritivas de isolamento social, porém com cautela. Na Alemanha, por exemplo, pequenos comércios reabriram as portas dia 20/04 e parte das escolas retomaram as atividades no dia 04/05. No entanto, em muitas cidades o uso de máscaras ainda é obrigatório;
  • O número de recuperações do COVID-19 gira em torno de 2.3 milhões de pessoas.

ÚLTIMAS INFORMAÇÕES PARA PASSAGEIROS DE CRUZEIROS

Associação Internacional de Navios de Cruzeiros (CLIA) publicou no dia 23/03/2020 a seguinte declaração sobre o corinavírus:

A CLIA Brasil (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos) reforça que, para a indústria de cruzeiros, as pessoas estão sempre em primeiro lugar. Todos os membros da CLIA (Cruise Line International Association) no Brasil e no mundo estão totalmente focados na saúde e no bem-estar de passageiros, tripulantes e das comunidades, e isso inclui a atuação nos trâmites de retorno seguro de navios de cruzeiro, passageiros e tripulantes afetados pelo fechamento de portos em várias partes do mundo.

A entidade mantém permanente contato com autoridades nacionais e internacionais, no intuito de contribuir no processo de repatriação de brasileiros e também colaborando para que estrangeiros que estejam no Brasil possam voltar ao seu país de origem. Outra importante iniciativa tomada por nossas associadas, prezando pela segurança dos cruzeiristas e tripulantes e atuando em consonância com o Ministério da Saúde, foi a antecipação do encerramento da temporada 2019/2020 de Cruzeiros no Brasil, que aconteceria até meados de abril.

Agradecemos ao Ministério do Turismo, à Embratur, ao Ministério da Saúde, ao Ministério das Relações Exteriores, ao Ministério da Infraestrutura, à Anvisa, à Antaq, aos Portos, aos Terminais, à Autoridade Marítima, à Polícia Federal, à Receita Federal, à Praticagem, aos Governos Estaduais e Prefeituras, além das Agências, Operadoras e Entidades parceiras do Turismo. São tempos muitos desafiadores, sem precedentes, que estão impactando o Turismo e seus milhões de trabalhadores em todo o mundo. Somos uma comunidade resiliente e reforçamos que estamos comprometidos com toda a nossa cadeia. O setor de Navios de Cruzeiros vai contribuir muito para a recuperação do Turismo.

MEDIDAS DE PREVENÇÃO E NOVAS POLÍTICAS DE CANCELAMENTO

Em decorrência do atual estado de pandemia mundial causado pelo COVID-19, que exige afastamento social e restrições de viagens, as principais companhias de cruzeiros optaram pela suspensão temporária de suas operações visando conter a disseminação do vírus pelo mundo, bem como proteger a saúde e o bem-estar dos hóspedes, da tripulação e das comunidades visitadas. Com isso, as companhias adaptaram suas políticas de cancelamento à presente realidade que estamos vivendo. As companhias MSC Cruzeiros, Costa Cruzeiros, Royal Caribbean, Azamara, Silversea, Celebrity Cruises, Princess CruisesHolland America Line, Norwegian Cruise Line, Oceania Cruises e Regent Seven Seas Cruises são algumas das afetadas. Abaixo apresentamos um resumo das medidas adotadas pelas companhias de cruzeiros.

MSC CRUZEIROS

A MSC Cruzeiros estendeu mais uma vez o cancelamento temporário de todos os navios da frota. Portanto, todos os embarques até 10/07/2020 foram cancelados para garantir a saúde, a segurança e o bem-estar de todos os hóspedes, tripulantes e habitantes dos locais visitados.

Os passageiros afetados pelos cruzeiros cancelados receberão reembolso na forma de crédito equivalente a 100% do valor originalmente pago. Este valor poderá ser utilizado em qualquer futura viagem até final de 2021.

Novas políticas de cancelamento de reservas: para as reservas já existentes de viagens até 30/09/2020, os hóspedes terão o direito de alterar o cruzeiro sem nenhum custo adicional para um cruzeiro até 31/12/2021. Além disso, os hóspedes receberão um crédito a bordo entre 100 e 400 Euros/dólares, por cabine, dependendo da duração do cruzeiro original. A alteração do cruzeiro deve ser feita 48 horas antes do embarque, ou 96 horas antes, se a compra foi um pacote com avião. O reagendamento será válido para cruzeiros com data de saída para até 12 meses depois do cancelamento, somente para cruzeiros que pertençam a mesma região geográfica do cruzeiro original. Para novas reservas, o cancelamento poderá ser efetuado até 22 dias antes do cruzeiro por uma taxa de R$150,00. Depois disso, as políticas de cancelamento padrão serão aplicadas.

Devido ao surto de COVID-19 originário da China, a MSC Cruzeiros tem realizado uma série de ações globais desde 24 de janeiro para garantir a saúde e bem-estar de nossos hóspedes e tripulação. Conforme a situação continua a evoluir, nós continuaremos atualizando e aprimorando nossas medidas preventivas para proteger todos a bordo.

COSTA CRUZEIROS

A Costa Cruzeiros informou a suspenção temporária das operações até 30/06/2020 e divulgou uma lista com a situação de cada navio.

NAVIO

CRUZEIROS CANCELADOS

CRUZEIROS CONFIRMADOS

COSTA DELIZIOSA
Até 3 de julho A partir de 4 de julho
COSTA DIADEMA
Até 30 de junho A partir de 5 de julho
COSTA FASCINOSA
Até 27 de junho A partir de 3 de julho
COSTA FAVOLOSA
Até 26 de junho A partir de 7 de julho
COSTA FORTUNA
Até 1 de junho A partir de 2 de julho
COSTA LUMINOSA
Até 29 de junho A partir de 5 de julho
COSTA MAGICA
Até 27 de junho A partir de 4 de julho
COSTA MEDITERRANEA
Até 27 de junho A partir de 4 de julho
COSTA PACIFICA
Até 2 de julho A partir de 3 de julho
COSTA SMERALDA
Até 3 de julho A partir de 4 de julho
COSTA VICTORIA
Até 3 de julho A partir de 5 de julho

Os passageiros afetados terão direito garantido a um crédito para uso em um cruzeiro futuro em qualquer navio da companhia, desde que o pagamento do cruzeiro cancelado tenha sido integralmente efetuado. O crédito corresponde a 100% do valor da compra e deverá ser utilizado até 31/03/2021 em uma viagem com embarque até 30/11/2021.

A situação sanitária mundial exige medidas sem precedentes para garantir a proteção da saúde em todo o mundo. Pela primeira vez em 70 anos, decidimos suspender as atividades de nossos navios até o fim de junho de 2020. Queremos navegar com você novamente e faremos isso assim que a emergência terminar.

ROYAL CARIBBEAN, CELEBRITY CRUISES E AZAMARA

O grupo Royal Caribbean International, que inicialmente cancelou todos os seus cruzeiros até 10/04/2020, prorrogou agora a suspensão das operações até o dia 11/06/2020. Os hóspedes afetados receberão 125% do valor pago em crédito para uso em futuros cruzeiros com saída até 31/12/2021. 

Novas políticas de cancelamento de reservas: Para as viagens que ainda estão válidas e com saídas até até 01/09/2020, a Royal Caribbean também oferece cancelamentos sem penalidades. A ação chamada ¨Navegue com Confiança¨ permite que o hóspede cancele seu cruzeiro até 48 horas antes do embarque e utilize o valor da compra para cruzeiros futuros até 31/12/2021.

NORWEGIAN CRUISE LINE

Todas as viagens de cruzeiro da frota da Norwegian Cruise Line que já haviam sido canceladas temporariamente, terão sua data prorrogada para 30/06/2020. Os passageiros afetados pelos cancelamentos receberão um reembolso de 125% ou 150% da tarifa  originalmente paga na forma de crédito que pode ser aplicado para qualquer cruzeiro futuro entre até 31/12/2022. Os créditos para cruzeiro futuro foram aplicados a todas as viagens canceladas, exceto as com embarque programado para ocorrer entre 15/05 e 30/06/2020, que serão reembolsadas até 01/05/2020.

Novas políticas de cancelamento: A Norwegian Cruise Line lançou a o programa “Peace of Mind”, que permite cancelamentos até 48 horas antes do embarque. A promoção é válida para todos os cruzeiros cruzeiros com datas de saída até 01/09/2020 e os hóspedes que solicitarem o cancelamento recebem um crédito de 100% para um futuro cruzeiro com embarque até 31/12/2022. A Oceania Cruises e a Regent of the Seven Seas possuem ações semelhantes, válidas para os mesmos períodos de tempo.

A segurança e o bem-estar dos passageiros e membros da equipe são a prioridade número um da Norwegian Cruise Line. A empresa tem um Diretor Médico na equipe, além de dezenas de profissionais médicos em toda a sua frota, e continua a consultar a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) para tomar as melhores decisões possíveis e as medidas apropriadas conforme necessário.

A Norwegian Cruise Line tem muito orgulho dos protocolos e medidas preventivas implementadas para abordar as preocupações com a COVID-19. Além de extensos protocolos de limpeza e desinfecção a bordo em todas as viagens e exames de saúde de passageiros e membros da tripulação, a Companhia tem negado o embarque de passageiros que viajaram, visitaram ou transitaram por áreas de alto risco e alterou várias viagens para evitar áreas de preocupação.

DISNEY CRUISE LINE

Outra companhia que suspendeu novos embarques foi a Disney Cruise Line. A companhia está seguindo as instruções da Associação Internacional de Navios de Cruzeiros (CLIA) e interrompeu a atividade dos navios até 27/07/2020. Um crédito para viagens futuras será concedido aos hóspedes afetados, que também poderão pedir um reembolso total do valor pago pela viagem. O crédito poderá ser utilizado em saídas até 15 meses depois da data original da compra. A companhia orienta que seus passageiros entrem em contato com as agências que processaram a compra para mais informações, mas também informa que encaminharão um email com detalhes sobre os próximos passos a seguir.

Medidas preventivas: A Disney Cruise Line recebe consistentemente as mais altas pontuações nas inspeções de saúde pública e possui protocolos de saúde e segurança em vigor. Também tem um plano abrangente que descreve protocolos para o gerenciamento de doenças e segue de perto as orientações das autoridades de saúde pública. À luz do COVID-19, a Disney Cruise Line está operando em níveis elevados de limpeza e saneamento. Entre os procedimentos atualmente em vigor estão:

  • Treinamento para todos os membros da tripulação sobre a melhor maneira de evitar a propagação de doenças a bordo;
  • Uma triagem de saúde realizada em todos os hóspedes e membros da tripulação para verificar a existência de doenças antes de embarcar no navio;
  • Limpeza e higienização extensos de áreas com grande circulação de pessoas (por exemplo, corrimãos, maçanetas e botões de elevador) e instalações para crianças;
  • Limpeza de todas as cabines duas vezes ao dia e desinfecção adicional quando necessário;
  • Interrupção do autoatendimento em locais com buffet;
  • Comunicação regular com hóspedes e membros da tripulação sobre como prevenir doenças;
  • Estações para a lavagem das mãos e lenços de desinfecção convenientemente localizados ao longo de nossos navios;
  • Clínicas médicas em nossos navios com médicos e enfermeiros experientes e estoque de suprimentos e medicamentos para tratar uma variedade de doenças.

De acordo com as autoridades de saúde pública, os hóspedes também podem ajudar a impedir a propagação do coronavírus (COVID-19) e muitas outras doenças lavando frequentemente as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos, principalmente depois de usar o banheiro e antes de comer. Os pais podem supervisionar seus filhos para garantir que eles lavem bem as mãos. Os hóspedes também são aconselhados a cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel (ou manga superior) ao espirrar e evitar espirrar ou tossir nas mãos ou sem cobrir o nariz e a boca. Hóspedes e membros da tripulação que apresentarem sintomas de doença devem entrar em contato com o Centro Médico de seu navio imediatamente.

PRINCESS CRUISES

Após ter cancelado os cruzeiros em navios que houveram casos confirmados de coronavírus e suspender temporariamente as operações até 30/06, a Princess Cruises decidiu agora prorrogar a suspensão de acordo com o destino.

  • Alasca: Toda a temporada de 2020, inclusive as saídas do Emerald Princess e Ruby Princess;
  • Europa: Toda a temporada de 2020 no Enchanted Princess, Regal Princess, Sky Princess,
    Crown Princess e Island Princess;
  • Caribe: Até o final de julho;
  • Canadá e Nova Inglaterra: Até o final de outubro;
  • Japão: Saídas do Diamond Princess até meados de outubro;
  • Austrália: Até o final de agosto no Sapphire Princess e Sea Princess;
  • Cruzeiros partindo do Taiwan: Todos os itinerários de julho a bordo do Majestic Princess;
  • Havaí e Polinésia Francesa: Até o final de novembro.

Os passageiros afetados por esses cancelamentos, receberão um crédito de 125% do valor pago para ser utilizado em um cruzeiro futuro em qualquer viagem até 01/05/2022.

Novas políticas de cancelamento: Passageiros de cruzeiros com saída até 31/07/2020 que desejarem cancelar sua viagem podem assim fazê-lo com até 48h de antecedência e receberão um crédito para cruzeiro futuro de 100% do valor da penalidade em contrato. Para saídas entre os dias 01/08 e 15/10/2020, os cancelamentos podem ser efetuados com até 30 dias de antecedência se a reserva tiver sido confirmada até 30/04/2020. A esses passageiros, um crédito para cruzeiro futuro de 100% do valor da penalidade em contrato será oferecido.

“Enquanto o mundo ainda está se preparando para permitir as viagens novamente, é uma grande decepção para nós anunciar uma extensão na pausa das operações globais de nossos navios e o cancelamento das férias de cruzeiro de nossos fiéis passageiros”, disse Jan Swartz, presidente da Princess Cruises. “Juntamente com outras interrupções, as companhias aéreas limitaram o fornecimento de seus voos e muitos portos populares fecharam. Ficamos tristes ao pensar sobre o impacto na vida de nossos colegas de equipe, parceiros de negócios e comunidades que visitamos.”

REGENT SEVEN SEAS

Todas as viagens de cruzeiro da frota da Regent Seven Seas que foram canceladas inicialmente até 11/04/2020 e novamente prorrogadas até 30/06/2020. Os passageiros afetados por estes cancelamentos receberão um reembolso de 125% do valor originalmente pago na forma de crédito, que pode ser aplicado para qualquer cruzeiro futuro até 31/12/2022. Outra opção é solicitar o reembolso de 100% do valor efetivamente pago.

Novas políticas de cancelamento: a Regent Seven Seas lançou o programa “Regent Reassurance”, que permite cancelamentos até 48 horas antes do embarque. A promoção é válida para reservas existentes ou efetuadas até 31/05/2020 com saída até 31/12/2020 e pagas integralmente. Os hóspedes que solicitarem o cancelamento recebem um crédito de 100% para um futuro cruzeiro com embarque até 31/12/2022.

Nós temos o compromisso de tomar todas as medidas e ações apropriadas para combater a disseminação do COVID-19 e estamos trabalhando em estreita colaboração e em parceria com agências locais, estaduais, federais e globais. Embora isso possa resultar em alterações adicionais futuras, saibam que nossas equipes estão trabalhando arduamente para fazer o que é certo por nossos hóspedes e parceiros de viagem. Continuamos a monitorar essa situação de perto e forneceremos atualizações adicionais à medida que estas estiverem disponíveis.

HOLLAND AMERICA LINE

A Holland America Line decidiu estender a pausa nas operações globais de seus navios e cancelar a temporada 2020 no Alasca, Europa, Canadá e Nova Inglaterra. Além disso, o navio New Amsterdam não operará os itinerários “Grand Africa” de 79 dias, de Boston a Fort Lauderdale, com data de saída em 03/10/2020. A Holland America Line havia cancelado previamente as extensões terrestres dos cruzeiros no Alasca para os destinos de Denali e Yukon.

Os passageiros afetados que pagaram integralmente sua reserva receberão automaticamente um crédito para cruzeiros futuros de 125%, válido por 12 meses a partir da data de emissão e que pode ser utilizado em qualquer cruzeiro com saída até 31/12/2022.

“Enquanto continuamos a navegar nesses tempos difíceis e sem precedentes, a melhor decisão agora é estender nossa pausa” disse Orlando Ashford, presidente da Holland America Line. “Assim que possível e seguro para todos voltaremos a navegar proporcionando aos nossos passageiros as experiências de viagem memoráveis com as quais sonham.”

 

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O CORONAVÍRUS

Aqui você encontrará respostas para as perguntas mais relevantes sobre o novo COVID-19.

O QUE É O NOVO CORONAVÍRUS

O novo coronavírus é assim chamado pois não havia sido identificado anteriormente, sendo descoberto em 31/12/2019, após casos registrados na China.

Os coronavírus são uma grande família de vírus que podem causar doenças em humanos ou em animais. O diagnóstico do novo coronavírus causador da doença Covid-19 não é igual ao diagnóstico dos coronavírus que comumente circulam entre humanos e que causam doenças leves a moderadas como o resfriado comum.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

Os sintomas variam de moderados a graves, podendo causar morte.

Após um período de incubação de 2 a 14 dias, tosse OU febre OU dor de garganta OU coriza OU dificuldade para respirar podem aparecer. Os sintomas são semelhantes aos da gripe. Algumas pessoas infectadas com o novo coronavírus podem não apresentar sintomas, no entanto, mesmo assim transmitem o vírus.

COMO O NOVO CORONAVÍRUS PODE SER TRANSMITIDO?

A transmissão do novo coronavírus ocorre de uma pessoa doente para outra através da dispersão pelo ar de gotículas contaminadas do nariz ou da boca, que também podem se espalhar no ambiente e se depositar em objetos e superfícies.

Ao tocar esses objetos e superfícies contaminados, e depois tocar os olhos, o nariz ou a boca, outra pessoa pode se contaminar.

Além disso, qualquer pessoa que tenha contato próximo (cerca de 1m) com alguém com sintomas respiratórios está em risco de ser exposta à infecção.

O novo coronavírus também é transmitido por pessoas que não apresentam sintomas.

COMO EVITAR A TRANSMISSÃO?

Para evitar a transmissão do novo coronavírus é importante adotar medidas de precaução, como:

  • Cubra nariz e boca com um lenço de papel ou com o antebraço ao tossir ou espirrar. Descarte o lenço de papel usado em uma lixeira. Lave imediatamente suas mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não tiver água e sabão, use álcool em gel a 70%.
  • Lave frequentemente as mãos até a altura dos punhos com água e sabão por pelo menos 20 segundos, principalmente depois de ter frequentado um local público ou depois de tossir, espirrar ou tocar nariz ou boca. Se não tiver água e sabão, use álcool em gel a 70%.
  • Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos sujas.
  • Evite contato próximo. Mantenha uma distância segura (cerca de 2m) de outras pessoas.
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos e garrafas.
  • Evite aglomerações e mantenha os ambientes ventilados.
  • Evite sair de casa sem necessidade.
  • Use uma máscara facial de tecido ao sair de casa. As orientações sobre o uso de máscaras faciais de tecido estão disponíveis em https://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2020/April/06/Nota-Informativa.pdf
  • Limpe e desinfete frequentemente objetos e superfícies que são tocadas diariamente, como mesas, maçanetas, interruptores, bancadas, torneiras, instalações sanitárias, telefones celulares e chaves.

QUANDO DEVO PROCURAR ATENDIMENTO MÉDICO?

Caso você desenvolva um dos sinais de alerta de emergência para COVID-19, procure imediatamente a emergência do hospital mais próximo. Os sinais de alerta de emergência incluem:

  • Febre e tosse
  • Febre e dificuldade para respirar
  • Dor ou pressão persistente no peito
  • Confusão mental
  • Lábios ou rosto azulados

Caso você tenha sintomas de uma gripe leve, fique em casa, adote o isolamento social e todas as recomendações para prevenção da Covid-19 descritos na pergunta 4.

QUE FAZER SE EU APRESENTAR OS SINTOMAS?

Todos os casos devem ser registradoS por serviços públicos e privados, por meio do formulário eletrônico disponível no endereço http://bit.ly/2019-ncov, dentro das primeiras 24 horas a partir da suspeita clínica.

A infecção humana pelo 2019-nCoV é uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII), segundo anexo II do Regulamento Sanitário Internacional. Portanto, trata-se de um evento de saúde pública de notificação imediata.

Os Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) dispõem dos seguintes meios para receber a notificação de casos suspeitos do novo coronavírus e outros eventos de saúde pública:

Meio telefônico (local)
Segundo a hierarquia do SUS, se a secretaria de saúde do estado ou município dispor de estrutura e fluxos para receber as notificações de emergências epidemiológicas e casos suspeitos do novo coronavírus, inclusive nos finais de semana, feriados e período noturno, o profissional deverá notificar, preferencialmente, as vigilâncias locais.
Meio telefônico (nacional)
O CIEVS oferece aos profissionais de saúde o serviço de atendimento, gratuito, 24 horas por dia durante todos os dias da semana, denominado Disque Notifica (0800-644-6645). Por meio deste serviço, o profissional de saúde será atendido por um técnico capacitado para receber a notificação e dar encaminhamento adequado conforme protocolos estabelecidos no SUS para a investigação local, por meio da Rede CIEVS (Rede Nacional de Alerta e Resposta às Emergências em Saúde Pública)
Meio eletrônico
E-notifica ([email protected]): notificação por meio do correio eletrônico do CIEVS.meio da Rede CIEVS (Rede Nacional de Alerta e Resposta às Emergências em Saúde Pública)
FormSUScap
FormSUScap (https://redcap.saude.gov.br): esta plataforma é a versão para mobile do FormSUS. Implantado em 2019, o FormSUScap é uma solução mais segura, versátil e flexível para coleta padronizada de informações. A plataforma dispõe de aplicativos para dispositivos móveis e os formulários são responsivos, ou seja, se adaptam para a tela do equipamento. Esta solução não é um sistema de informação.
FormSUScap 2019-nCoV
O formulário (http://bit.ly/2019-ncov) deve ser utilizado para envio das informações padronizadas sobre casos suspeitos do novo coronavírus pelos serviços públicos e privados. Todas as informações inseridas serão disponibilizadas em tempo real para a Rede CIEVS que será responsável para encaminhar para a autoridade local responsável.

Mais informações: CID 10 – Infecção humana pelo novo Coronavírus (2019-nCoV): o código para registro de casos, conforme as definições, será o U07.1 – Infecção pelo novo Coronavírus (2019-nCoV).

Ao preencher o formulário eletrônico de notificação, baixar o PDF da ficha de notificação e enviar eletronicamente para a autoridade local, caso a notificação seja de unidade privada ou pública.

ONDE POSSO ENCONTRAR MAIS INFORMAÇÕES?

A OMS está publicando diariamente um relatório sobre a situação do COVID-19. Essas podem ser encontradas em inglês AQUI.

Mais informações sobre o novo coronavírus podem ser encontradas nos seguintes sites:

Estamos em contato próximo com as companhias de cruzeiros e atualizando sempre que possível as informações sobre as próximas viagens.  No entanto, por conta da demanda, isso pode levar alguns dias em casos individuais. Se você reservou uma viagem com saída nos próximos dias/ semanas, entraremos em contato e cuidaremos de suas preocupações. Desde já agradecemos a sua compreensão.

Estamos acompanhando de perto os desenvolvimentos do novo coronavírus pelo mundo e atualizamos esta página com frequência. 



7 Comentários

  1. Avatar Esmeralda 16. março 2020 Responder
  2. Avatar Corintho Felix Palma Jr 20. março 2020 Responder
    • Avatar Elisa Catalini 25. março 2020 Responder
  3. Avatar Marcelo Medici Metri 20. março 2020 Responder
    • Daniele von Galen Daniele von Galen 28. abril 2020 Responder
  4. Avatar Mirela 1. maio 2020 Responder
    • Daniele von Galen Daniele von Galen 7. maio 2020 Responder

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *