Como se tornar capitão de cruzeiro?

Capitão de NavioBom, trabalhar como capitão de um cruzeiro é um pouco mais complicado do que preencher um formulário e participar de uma semana de treinamento no Caribe! E as responsabilidades incluem mais do que apenas dar as boas-vindas aos passageiros a bordo, fumar cachimbo e ser o centro das atenções no jantar do capitão.

Mas quais são as verdadeiras responsabilidades do comandante de um navio de cruzeiro? E o que é preciso para se tornar a autoridade máxima a bordo de uma embarcação?

Formação

Para se tornar comandante de uma grande embarcação de transporte de passageiros, é necessário possuir o diploma de Bacharel em Ciências Náuticas, curso de nível superior que tem duração de 4 anos. No Brasil, existem apenas duas escolas que oferecem esta formação: o Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), no Rio de Janeiro, e o Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar, em Belém.

A formação é realizada em regime de internato e inclui disciplinas de logística, navegação, instalação de máquinas, eletrônica e administração náutica.

Após o término dos estudos, são necessários cerca de nove anos de experiência para subir na hierarquia náutica até o posto de capitão. Ainda mais tempo é exigido no caso dos capitães de longo curso, aqueles que podem navegar transatlânticos ao redor do mundo.

Habilidades de um capitão

O comandante é responsável por uma tripulação composta por centenas de funcionários, portanto habilidades como liderança e comunicação interpessoal são essenciais nesta profissão.

Um capitão também não poderá fugir da parte burocrática, que envolve o cumprimento de uma complexa legislação marítima local e internacional.

Uma das principais habilidades de um capitão é possuir conhecimento técnico e inteligência emocional para saber lidar com adversidades climáticas, assumindo a responsabilidade pela segurança do navio, passageiros e tripulantes em qualquer tipo de situação meteoreológica.

Capitão navegando cruzeiro

Principais responsabilidades a bordo

A maioria das companhias marítimas oferece aos capitães uma rotina de trabalho de 2 ou 3 meses em alto-mar seguidos de 2 meses em terra.

O dia a dia de um capitão de cruzeiro envolve o manejo de complexos sistemas mecânicos e elétricos, supervisão do embarque e desembarque de passageiros, comunicação com portos e embarcações vizinhas, definição e supervisão da rota do navio e aplicação dos procedimentos internacionais de segurança, além de garantir as condições de trabalho ideais para a tripulação do navio. Se alguém estiver causando confusão a bordo, o capitão também tem poder para decidir expulsar o passageiro no porto seguinte.

Dependendo das leis do país de registro do navio, o capitão pode ainda celebrar casamentos a bordo! Companhias como Azamara Club Cruises e Celebrity Cruises oferecem essa possibilidade em seus cruzeiros.

Agora que você já sabe que ser comandante de um navio exige uma responsabilidade singular, muitos anos de estudo e total dedicação, está disposto a encarar esse desafio? Conte-nos nos comentários abaixo!

Texto e informações por: Beatriz Queiroz



Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *